OBRAS E MAIS ASFALTO

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Preso, isolado e sem visitas, homem que agrediu mãe idosa é indiciado por tortura

Roberto Elísio Coutinho de Freitas.
A Policia Civil concluiu o inquérito policial contra o bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho de Freitas, de 51 anos, gravado recentemente em cenas violentas ameaçando, torturando e agredindo física e psicologicamente a própria mãe de 84 anos de idade

O caso já está sendo analisado pela Promotor José Augusto Cutrim Gomes que no prazo de cinco dias deverá oferecer a denúncia à Justiça. Indiciado por tortura, Roberto Elísio pode ser condenado até 18 anos de prisão.

“Eu já posso citar três: tortura, agressão física e psicológica, e abuso financeiro, porque ele se apropriou do patrimônio dela. Isso também está previsto no estatuto do idoso. Estão já tem esses três crimes configurados, em uma primeira leitura, chegando perto dos 18 anos a pena máxima”, disse o promotor ao Imparcial. E prossegue: “É provável que na segunda-feira (12), eu já dê entrada na denúncia”. O caso ganhou uma grande repercussão nas redes sociais desde a noite do dia 25 de maio quando diversos vídeos produzidos pela mulher dele circularam na internet. Os comentários foram os piores possíveis e o agressor hostilizado ao extremo.

No dia seguinte da exibição das imagens, ele foi preso preventivamente e segue isolado e sem receber visitas em umas das celas da Penitenciária Regional de São Luís (PRSLZ), antigo PSL III, em Pedrinhas.

Do Blog do Minard.

Nenhum comentário:

Postar um comentário