ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM

sábado, 10 de junho de 2017

Governo assina acordo para implantação do Pró-genética e garante apoio à Expoema 2017

O Maranhão dará um salto de qualidade na pecuária com a assinatura do acordo de cooperação para a implantação do programa Pró-genética, ocorrida nesta quinta-feira (08), no Palácio dos Leões, entre o Governo do Estado, Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a Associação dos Criadores do Estado do Maranhão (Ascem). Durante a solenidade, o governador Flávio Dino assinou também protocolo de intenções que garante apoio financeiro de R$ 1,3 milhão para a realização da Expoema 2017.

O Pró-genética tem como objetivo aumentar a produção de carne e leite nas pequenas e médias propriedades rurais, através do uso de touros melhorados e materiais genéticos superiores, cujo acesso será facilitado por essa parceria. A implantação do programa no Maranhão vai democratizar o uso da genética no estado e oportunizar que os pequenos produtores possam ter um rebanho puro de origem com certificado andrológico e sanitário.

O governador Flávio Dino destacou que a assinatura desse acordo de cooperação pode ser representado em duas palavras-chave: esperança e união. “Esperança de que, em meio a esse momento difícil nacional, nós estamos plantando uma semente importante para o desenvolvimento da pecuária. E união porque uma economia forte é imprescindível para que o Governo possa cumprir a sua missão”, enfatizou.

O Pró-genética foi apresentado ao governador pela Ascem há cerca de seis meses e de pronto foi abraçado pelo Governo. “É uma iniciativa vencedora que tem uma parceria ideal. Temos toda a disposição para que o programa seja executado com eficiência. Tudo que depender de nós, no que se refere a organização, emulação iremos fazer para que possamos obter esse intento que seja a melhoria efetiva da genética do imenso rebanho maranhense. Importância econômica indiscutível”, pontuou Flávio Dino.

Para o vice-presidente da ABCZ, Ronaldo Bichuette, o Pró-genética é um projeto extremamente importante, que foi estabelecido há 10 anos e já está presente em 17 estados do Brasil. “É um programa de difusão de genética e que dá, onde ele é implantado, um salto importante na pecuária da região. Estou muito entusiasmado com ele aqui no Maranhão e com certeza quem trabalha com genética sabe o quanto ele é importante”, realçou.

O Pró-genética tem como principais vantagens a melhoria a fertilidade do rebanho; evidencia os animais mais precoces; melhora os índices de ganho de peso; diminui o intervalo entre gerações; coloca à venda animais testados, agregando valor aos mesmos; proporciona aos criadores produzirem animais prontos para abate mais jovens; proporciona ao consumidor carne de melhor qualidade; diminui o custo de produção por unidade de produto ou melhora a relação custo/benefício; aperfeiçoa os recursos da propriedade e aumenta a lucratividade. 

De acordo com o presidente da Ascem, Ivaldeci Rolim Júnior, o programa vai propiciar uma democratização da genética, ou seja, transportar experiências das grandes para as propriedades dos pequenos e médios produtores do estado. “O pequeno produtor vai ter acesso através de um financiamento, no caso do Maranhão, do Banco do Brasil, para que ele adquira animais de pura origem, de qualidade genética superior e com isso, a médio e longo prazo, o rebanho de todo o estado ganha competitividade, inclusive”, explicou o presidente.
Expoema 2017

Além do Pró-genética, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Pecuária e Pesca (Sagrima) e a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), assinou protocolo de intenções com a Ascem em apoio a Expoema 2017. Ao todo, será investidos R$ 1,3 milhão para a realização de uma das mais importantes feiras do agronegócio do Maranhão. Segundo o presidente da Ascem, a exposição este ano será realizada em Santa Inês de 02 a 09 de setembro.

O secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, explicou que a Expoema é um evento realizado pela iniciativa privada, “mas o Governo do Maranhão tem interesse em ser parceiro. Estamos fazendo tudo que é necessário para ajudar na implantação da exposição” que, a partir de agora, passa a ser itinerante. “A Ascem pediu ajuda e o Governo se colocou a disposição. São vários órgãos do estado que estão colaborando”, afirmou.

Flávio Dino frisou que é política de Governo apoiar eventos que tenham como propósito alavancar o desenvolvimento econômico do Estado. “É o evento empresarial mais longevo do Maranhão e é do nosso interesse que ele ocorra com o máximo de sucesso”, completou o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário